S. F. do Conde Histórico

 Histórico

 A origem do município de São Francisco do Conde remonta à construção de um engenho, à foz do rio Sergipe atual Sergi – mirim, em terras de sesmaria concedidas por Mem de Sá a Fernão Rodrigues Castelo Branco, em 1561, e que por sua morte passaram a propriedade de sua filha D. Helena, casada com D. Fernando de Noronha, conde de Linhares.

Na primeira metade do século XVII, os frades franciscanos fundaram o primeiro convento no lugar denominado Marapé, a uma légua da povoação, mudando-se em 1629, para o local onde se encontra atualmente a cidade, em terrenos que lhes foram doados por Gaspar Pinto dos Reis e sua mulher. Por Carta Régia de 27 de dezembro de 1693, foi determinada a criação de vilas no Recôncavo Baiano, cabendo a D. João de Lancastre fundar, a 27 de novembro de 1697, a vila que tomou o nome do São Francisco da Barra de Sergipe do Conde, cuja instalação se verificou a 16 de fevereiro de 1698.

São Francisco de Conde teve assinalada participação nas lutas da independência. O Tenente-coronel Comandante Joaquim Inácio de Siqueira Bulcão, natural do Município e primeiro Barão de São Francisco, é mesmo cognominado “Patriarca da liberdade baiana”. No Município nasceu também Mário Augusto Teixeira de Freitas, idealizador e fundador do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Segundo a divisão administrativa, vigente em 1º de janeiro de 1958, o município é composto de três distritos: São Francisco do Conde, Mataripe e Monte Recôncavo.

O município guarda um grande patrimônio cultural e uma diversidade de etnias presente no cotidiano da cidade. Sua biodiversidade é riquíssima e possui ainda grande parte da Mata Atlântica. A riqueza do passado se baseava na plantação de cana-de-açúcar que deram inicio ao desenvolvimento econômico da área, atualmente uma das principais é a extração e refino de petróleo RLAM (Refinaria Landulpho Alves Mataripe), homenagem ao engenheiro e político baiano que lutou para conquistar a causa do petróleo na Bahia. O município possui o maior Produto Interno Bruto por habitante segundo IBGE/2009. Dados do jornal O Globo (2011) revela que o mesmo destaca-se pela diversidade da cultura regional herdada do Império Português, e a gastronomia deixada pelos africanos e índios primeiros habitantes da região.

Destaca-se entre esses, o engenho de Cajaíba que foi o mais prospero da região na época. Hoje, a ilha de Cajaíba possui um acervo histórico e cultural muito importante. A casa grande, por exemplo, foi moradia de personagens como Men de Sá, Gabriel Soares e Barão de Cajaíba, este foi líder da Sabinada, importante luta histórica em prol da independência do Brasil. Deve-se destacar também, sua atuação em movimentos importantes de emancipação política no Brasil, como a Revolução dos Alfaiates (1798), Sabinada (1837) e Independência da Bahia (1823).

 
Antiga casa de Câmara e Cadeia

Centro da Cidade de São Francisco do Conde

 

( O vídeo mostra prédios históricos no centro da cidade, como alguns casarões antigos e do ponto alto parte da igreja do  padroeiro).

Por que visitar o município

As belezas naturais do município chamam atenção de quem tem a oportunidade de visitar, a diversidade da cultura étnica e religiosa, o fortalecimento do patrimônio material e imaterial, a preservação da história do município, os terreiros, e um dos principais atrativos do turismo étnico-afro em São Francisco do Conde são as comunidades quilombolas, e os grupos de manifestações culturais como, por exemplo, o Lindro Amor, com apresentações sempre no dia de São Cosme e São Damião (27 de setembro), e as diversas festas religiosas da cidade. As apresentações folclóricas remontam os costumes de outrora e mantêm viva a cultura regional tradicional. O município é conhecido pelo tradicional Arraiá do Chico que é realizado todo ano, é uma festa para os mais variados gostos musicais.
A população sanfranciscana faz referência às belezas naturais das ilhas próximas bem como as crenças religiosas e o artesanato regional desenvolvido pelos próprios moradores.
O resgate do Carnaval Cultural foi uma das apostas da Prefeitura de São Francisco do Conde quando decidiu não fazer uma festa para concorrer com a capital baiana, mas resgatar o carnaval de outras épocas. “O objetivo foi fazer o carnaval acontecer em todos os lugares de uma maneira organizada. Assim, atender a todos os tipos de públicos e valorizar a cultura local do município.” acrescentou a Secretária da Cultura e Turismo de São Francisco do Conde, Ana Cristina. Além dos capas bodes  representados  pelos foliões   mascarados, destacam-se os blocos com as representações culturais  ocidentais e o samba do recôncavo entre outros.
A expectativa é que a festa emplaque de vez ao calendário cultural de São Francisco do Conde. O objetivo é incrementar o turismo do município, o que beneficia o comércio e estimula novos investimentos e geração de emprego. Apesar de toda esta diversidade de cultura e belezas naturais o município precisa investir em profissionais de redes hoteleiras, bares e restaurantes com o intuito de passar a ser um roteiro de viagens para quem quiser conhecer as raízes locais.

( Da orla da cidade é possível ver uma bela paisagem da ilha da Cajaibas e  das águas mansas  refletindo o pôr do sol).

Informações e indicadores

Área: 266,631 km²
Fundação: 1697
População: 33.183 habitantes\ IBGE/ 2010
Gentílico: Franciscano
IDH: 0, 714 médio\Pnud/2000
Clima: úmido
Temperatura: 24Cº (aproximadamente)
Densidade: 124.45 hab./km²
Distância: 67 km da capital baiana
Localização: Região metropolitana de Salvador
Cidades Limite: Candeias, Madre de Deus, Santo Amaro da Purificação, São Sebastião do Passé

COMO CHEGAR

Localizado ao centro-sul da Bahia, fica aproximadamente a 67 km da capital baiana, as principais vias de acesso a BR 324, BA 522 e BA 523. Sair de Salvador pela BR-324 e seguir 59 km até o entroncamento com a BA-026, em direção a São Francisco do Conde. Seguir por mais 12 km em direção ao entroncamento com a BA-522 e, a partir daí, por mais 3 km até a localidade.

( falta anexar mapa)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s